Cinco Fake News da pesca

0
9
Cinco Fake News da pesca
Site do Café

Cinco Fake News da pesca

Elencamos alguns “mitos” da pesca, os quais não fazem o menor sentido

Existem as chamadas Fake News, ou simplesmente as notícias falsas. Será que existe também este conceito na pesca? Nossa reportagem fez um levantamento e elencou as cinco maiores Fake News da pesca. Confira!

1- Falar atrapalha:

Você está em um ambiente e o peixe está em outro. Por isso, pescador pode conversar a vontade com seus companheiros que isso não afetará. O que interfere, de fato, são as vibrações que possam  chegar até a água, como são os produzidos pelas embarcações, por exemplo, dentro d’água, onde o som tem uma velocidade de propagação quase quatro vezes e meia mais rápida que no ar.

2- Pescar no frio não dá peixe:

Ninguém deve deixar de pescar porque esfriou. O peixe pode estar mais lento e manhoso, poupando energia, mas continua tendo a necessidade de se alimentar. Logo, é acertar o local, a hora e a estrutura mais propícia para ter mais capturas.

3- As melhores iscas artificiais são as mais barulhentas:

Aqui podemos citar um grande mito da pesca. Isca artificial só deve possuir rattling em algumas ocasiões. Caso contrário, o barulho poder espantar o predador, mais uma vez levando em conta que a propagação do som n’água é maior que no ar.

4- Melhores horários são sempre os primeiros da manhã e os últimos da tarde:

Isso não é uma verdade inquestionável. Por exemplo, nos períodos mais frios, o melhor horário costuma ser próximo ao meio-dia. No geral, você pode ter ações a qualquer momento. O importante é aproveitar o dia pescando.

5- Pesque-e-solte não funciona:

Muitos ainda recusam executar a devolução do peixe por acreditar que ele não sobreviverá. É claro que o pescador deve tomar muitos cuidados, uma vez que o tempo de exposição e de contato com as mãos humanas deve ser breve.  Quem é praticante da pesca como esporte sabe bem que os peixes devem ser preservados.

Deixe uma resposta