O que saber para pescar trairão

0
29
Site do Café

O que saber para pescar trairão

Revelamos como a espécie se comporta e o que fazer para fisgá-la em cada situação

Como pescar trairão? Entre os grandes peixes esportivos que são capturados com iscas artificiais e proporcionam muita emoção na pesca estão os trairões.

Suas explosões espetaculares em plugs de superfície espalham, com incrível força, adrenalina na corrente sanguínea do mais frio dos pescadores. Impossível não se apaixonar pelos trairão e suas peripécias quando são fisgados.

Quando embarcarmos um trairão, não é somente o peixe que foi fisgado, mas também o pescador também. Essa espécie usa de suas artimanhas e consegue escapar do pescador e se livrar dos anzóis.

Em contrapartida, o pescador, quando “fisgado”, não tem como escapar. As incríveis façanhas e malabarismos desses gigantes da pesca esportiva os tornam inesquecíveis para aqueles que tiveram o privilégio de travar uma batalha com um grande exemplar.

Muitas vezes confundido com as traíras, os traírões pertencem a uma espécie da mesma família. As traíras são classificadas em mais de dez espécies, sendo a mais popular a traíra comum (Hoplias malabaricus) que habita praticamente todo o território nacional, de norte a sul do País, e seu peso raramente ultrapassa os 5 kg.

Já os traírões  subdividem-se em duas espécies; o trairão-da-amazônia (Hoplias macrophthalmus), protagonista de nossa matéria, que é endêmico da bacia amazônica e pode ultrapassar os 20 kg de peso.

Espécie essa que foi a mais introduzida em nossos rios e lagos. A outra espécie de trairão (Hoplias lacerdae) habita a bacia do Rio Paraiba do Sul e pode ultrapassar os 15 kg, e também foi introduzida em vários rios brasileiros.

Deixe uma resposta