Sete coisas para não fazer na pesca de traíras

0
4
Sete coisas para não fazer na pesca de traíras
Site do Café

Sete coisas para não fazer na pesca de traíras

A espécie popular é manhosa e exige muitos cuidados; listamos alguns deles

Todo pescador fica atento ao que o outro está fazendo (e dando certo) para tentar “imitar”. Ou, se o outro está cometendo erros, já sabe o que evitar. Na pesca de traíras não é diferente. A seguir, apresentamos o que não fazer na pesca de traíras:

1 – Nunca deixe de insistir no ponto, as dentuças muitas vezes não atacam na primeira passada de isca. Faça vários arremessos.

2 – Não deixe de usar um cabo de aço pequeno como líder. Não arrisque sua isca e, principalmente, a saúde do peixe.

3 – Não force a briga, é preciso cansar as ferozes traíras.

4 – Por menor que seja o exemplar, não deixe de usar o alicate de contenção, pois em geral, as pequenas são as que mais devolvem um anzol ou garateia nas mãos do pescador.

5 – Não entre n’água sem observar bem onde está pisando. Evite bagunçar seus ninhos nos raseiros.

6 – Evite entrar de primeira n’água. Experimente os primeiros arremessos de fora. Muitas vezes elas estão encostadas no raso.

7 – Nunca subestime a força de uma traíra, ela muitas vezes parece estar cansada. Mas, na verdade, ainda tem força para se soltar ou mesmo para causar uma ruptura de linha ou até mesmo da vara.

Deixe uma resposta