Indústria rural caseira e artesanal

0
11
Site do Café

Quando somos proprietários de um sítio, chácara ou fazenda, muitas vezes não nos damos conta das inúmeras possibilidades de negócios que temos ao nosso dispor. São tantas opções, que devemos analisa-las com cuidado, para que façamos as melhores escolhas, aquelas que nos proporcionarão os melhores rendimentos.

Não estamos nos referindo, nesta matéria, aos negócios rurais tradicionais, ligados à agricultura ou à pecuária, mas a formas de industrialização e produção caseira e artesanal de produtos com valor agregado maior. Como um exemplo bem simples, temos o caso do fubá: um quilo de fubá é vendido por um preço muitas vezes menor ao que é conseguido com a venda de um bolo de fubá do mesmo peso (mesmo levando-se em consideração os outros ingredientes do bolo).

Tendo em vista o desenvolvimento de uma pequena atividade industrial rural artesanal, como já mencionamos, existem muitas opções, tais como as produções de:

– queijos;

– pães, bolos e doces;

– compotas;

– geléias;

– licores;

– vinho, cerveja e cachaça;

– embutidos e defumados.

Os exemplos acima mostram algumas das formas de produção caseira e artesanal rural, das quais nos aproveitamos de produções agrícolas ou pecuárias existentes na propriedade. Toda ou parte da matéria prima utilizada na fabricação dos produtos, pode ser produzida na propriedade, barateando ao máximo os custos de produção.

Os investimentos necessários para a implantação de uma indústria caseira rural, na maioria das vezes, são pequenos, mas devemos ressaltar que, quanto mais elaborada for a produção, maiores serão os investimentos.

Por fim, mas com grande importância, devemos ter à nossa disposição os canais de distribuição ou venda necessários. De nada adianta ter uma boa produção, com produtos de qualidade, se não tivermos para quem vende-los. As vendas podem ser feitas diretamente, para pessoas que visitem a propriedade ou através de pequenas revendas na região. Ainda, se for possível, é de grande interesse conseguir distribuidores em outras regiões ou em outros estados. Para isso, o melhor é criar uma marca (e registra-la) e uma comunicação visual completa, com embalagem própria, logotipo e rótulos.

Antes de investir em uma determinada atividade industrial rural artesanal, é vital aprendermos o máximo possível sobre o assunto, ou seja, sobre a produção à qual pretendemos iniciar. Além disso, o melhor é trabalhar com a industrialização de produtos ou de matérias primas produzidas na propriedade. Por último, devemos “colocar o coração” na atividade, ou seja, nos dedicarmos integralmente à produção com qualidade, pois o mercado consumidor só reconhece produtos que tenham qualidade e preço justo.

site do café

Deixe uma resposta