Receita das exportações do agronegócio recuou 9,4% em janeiro

0
16
Receita das exportações do agronegócio recuou 9,4% em janeiro
Site do Café

Além da queda de 7,4% no índice de preços dos produtos, o volume embarcado caiu 2,2%

As exportações do agronegócio somaram US$ 5,83 bilhões em janeiro de 2020, valor 9,4% inferior ao registrado no mesmo mês do ano passado, quando a receita atingiu US$ 6,43 bilhões.

As informações são do levantamento elaborado pela Secretaria de Comércio e Relações Internacionais (SRI), do Ministério da Agricultura, com nas estatísticas da Secretaria de Comércio Exterior (Secex).

Segundo os analistas da SRI, a queda nos preços dos produtos exportados foi a razão preponderante para a redução do valor das vendas externas em janeiro. O índice de preço das exportações caiu 7,4% na comparação entre janeiro de 2020 e janeiro de 2019.

“Não obstante à queda no agregado dos preços de exportação, houve, também, redução no índice de quantum das exportações do agronegócio, que declinou 2,2% na comparação entre os períodos”, avaliam.

As importações do agronegócio foram de US$ 1,22 bilhão, um recuo de 1,6% em relação aos US$ 1,24 bilhão importados em janeiro de 2019. No caso das importações, o índice de quantum caiu 8,3% na comparação entre janeiro de 2020 e janeiro de 2019, enquanto o índice de preços dos produtos importados subiu 7,3%. Por outro lado, o aumento dos preços dos produtos importados impediu uma queda maior no valor.

Carne lidera exportações

Os cinco principais setores exportadores do agronegócio foram: carnes (23,2% de participação), produtos florestais (16,3%), complexo soja (15,1%), complexo sucroalcooleiro (8,8%) e fibras e produtos têxteis (8,8%). Esses cinco setores foram responsáveis por 72,1% do valor total exportado pelo Brasil em janeiro de 2020.

Em janeiro de 2019, os cereais, farinhas e preparações, assim como o café, faziam parte da relação dos cinco principais setores exportadores, no lugar do complexo sucroalcooleiro e das fibras e produtos têxteis.

Outra diferença é que, em janeiro de 2020, as carnes ocuparam a primeira posição entre os principais setores exportadores, superando os produtos florestais, que ocupavam a posição em janeiro de 2019.

 

site do café

Deixe uma resposta