O arado de aiveca

0
66
O arado de aiveca
Site do Café

O arado de aiveca

A arado de aiveca é um marco na agricultura e no próprio meio de produção de alimentos. Foi inventado na Escócia, em 1760. Na época, é claro, era tracionado por animais sendo atualmente, utilizado como um implemento tracionado por tratores.

Em caso de solos muito secos ou compactados, a sua penetração é melhor do que o arado de discos, atingindo uma profundidade de 20 a 25cm. Apresenta melhor desempenho em terrenos planos, principalmente em várzeas drenadas, rompendo as camadas compactadas, e melhorando a infiltração de água. Elimina, de forma eficiente, as plantas invasoras, trabalhando neste caso, melhor que o arado de discos.

Como inconvenientes, entre outros, podemos citar que deixa a terra sem resíduos vegetais, aumentando o risco de erosão. A regulagem é mais complicada do que o arado de discos, dificultando o trabalho do agricultor.

Este tipo de arado não é eficiente em solos muito argilosos, que ultrapassem 30% no teor de argila, fazendo com que o solo grude na aiveca. Nos solos arenosos ou com um baixo teor de argila, o arado fica limpo e pode fazer um bom trabalho.

Como no arado de discos, o de aiveca joga a terra para um dos lados, provocando um acúmulo de terra nos terraços, que pode ser contornado com a alternância da posição das leivas.

É um implemento muito versátil, de custo reduzido e que pode resolver os problemas do agricultor, dependendo da área a ser cultivada e das características do terreno e do solo.

Deixe uma resposta