O agrião

0
24
O agrião
Site do Café

O agrião

O agrião é uma planta de características medicinais muito conhecidas. Atualmente, é muito utilizado em combinação com o mel de abelha, para a fabricação de xaropes ou sprays que destinam-se a combater problemas na garganta ou pulmonares, tais como tosse, rouquidão, etc.

Outras propriedades medicinais do agrião são como diurético, laxante e vermífugo. Ele é, ainda, utilizado para ajudar no tratamento de doenças nos rins, fígado e em problemas de pele. Além do seu uso medicinal, ele é muito consumido em saladas e sopas.

O agrião é uma planta que se desenvolve em terrenos alagados ou muito úmidos e, por esta razão, é conhecido também como agrião-dágua ou agrião aquático. É uma planta de clima ameno e seu desenvolvimento é melhor em temperaturas que variam de 16 a 20ºC. Com temperaturas mais elevadas, o agrião floresce mais rápido, mas apresenta um desenvolvimento menor da planta.

Por ser uma planta que necessita de muita água e umidade, os solos mais indicados para o seu cultivo são os que possuem maior capacidade de retenção de água, os solos argilosos. Além disso, para o seu cultivo, são necessários tanques que são inundados, chamados “agrieiras”.

Solo e adubação

O solo para o plantio, como já mencionado, deve ter uma grande capacidade de retenção de água. Para o desenvolvimento adequado da planta é necessária muita matéria orgânica e um pH de 6,0 a 6,8.

A adubação deve ser feita com adubo orgânico, antes do plantio. As agrieiras devem ser fertilizadas com esterco curtido, na proporção de 50 t/ha e 50g de superfosfato triplo por metro quadrado. Semanalmente, deve ser aplicada uréia nas agrieiras.

Plantio

Utiliza-se sementes, em sementeiras, com sulcos separados por 10cm e 0,5cm de profundidade. Também pode ser plantada diretamente nos canteiros. Em um grama há, aproximadamente, 5000 sementes que germinam na proporção de 40%. Para o plantio, são necessários 4kg de sementes/ha.

As mudas devem ser transplantadas para o canteiro durante os meses de temperaturas mais amenas. O espaçamento entre elas, no canteiro definitivo, é de 0,30×0,30m.

Colheita

A colheita começa a partir de 75 dias após a semeadura ou em 75 dias após o transplante das mudas para o canteiro definitivo, em estacas.

Tratos culturais

Os canteiros devem ser irrigados diariamente e a água das valas deve estar sempre limpa. As agrieiras devem sempre estar inundadas, mas somente até o ponto em que a folhagem fique fora d’água. Outro ponto importante é a utilização de adubação de cobertura.

Deixe uma resposta