Combater as moscas é uma necessidade

0
8
Site do Café
As moscas são um dos mais repugnantes e perigosos insetos porque, vivendo em locais poluídos como fezes, feridas, etc., transportam delas para os lugares em que pousam como, por exemplo, alimentos, roupas, mãos lábios das pessoas e animais, não só partículas dessas “sujeiras”, como também micróbios das mais graves e terríveis doenças. Portanto, o combate às moscas é de grande importância para evitar ou combater um grande número de doenças que atacam homens e animais.

Para combatê-las, porém, é preciso saber como atacá-las, o que só é possível conhecendo sua vida e seus costumes. As moscas põem seus ovos sobre qualquer “sujeira”, ou sobre o esterco de animais. De 8 a 12 horas depois, nascem, desses ovos, pequenas larvas que parecem pequenos vermes, brancos, e que têm movimentos muito rápidos. 4 a 5 dias mais tarde, transformam-se em pupa e depois de outros 3 ou 4 dias, transformam-se já em moscas, saindo a voar.

A evolução dos ovos até as moscas adultas acontece, normalmente, em 14 dias, mas pode variar de acordo com alguns fatores como, por exemplo, a temperatura e a umidade. As moscas vivem, em média, de 3 a 4 semanas. Elas põe cerca de 120 ovos em cada postura, podendo fazer 5 a 6 posturas durante a sua vida.

Como transmitem as doenças

As moscas podem transmitir as doenças de duas maneiras:
– diretamente, quando elas se alimentam de material contaminado, ingerem também micróbios e, depois, vomitando ou então defecando, o que fazem de 3 a 12 vezes por hora, os depositam sobre animais ou pessoas. Como as moscas tem somente uma tromba formada de goteiras e que serve para sugar, elas não podem picar, mas apenas aspirar líquidos. Por essa razão, quando se trata de partículas pouco solúveis, elas depositam sua saliva para dissolvê-las e depois ingeri-las;
– indiretamente, quando as moscas só servem de veículo, levando os micróbios nas asas, na tromba e principalmente nas patas. O seu corpo é mais ou menos felpudo possuindo nas patas, pêlos que segregam um líquido viscoso e adesivo, que facilita o transporte das “sujeiras” sobre as quais elas pousam.

Como combatê-las

Em primeiro lugar, é preciso evitar que elas se reproduzam. Para isso, é necessário impedir que elas façam suas posturas e que haja a eclosão dos ovos, com o nascimento das larvas, o que só é possível combatendo ou eliminando os ovos e as larvas nos seus focos, ou seja, ou estrumes, montes de lixos e outros, principalmente esterco de cavalo e de boi, que devem ser tratados de modo a não serem prejudicadas as suas qualidades fertilizantes, para que possam ser utilizados na agricultura.

Os processos de tratamento variam de acordo com o local (ambientes abertos ou fechados, por exemplo) e podem utilizar produtos inseticidas encontrados no mercado. De qualquer forma, um combate mais direto e agressivo onde haja uma criação de animais, deve ser indicado e supervisionado por um técnico ou um médico veterinário, para que não aconteça nenhum mal à criação.

Adubo para Grama

Deixe uma resposta