Preços da soja sobem no Brasil, mas ausência de oferta prejudica comercialização

0
91
REUTERS/José Roberto Gomes
Site do Café

Mesmo com a alta em Chicago, o preço da soja não reagiu no Brasil; Em Rondonópolis (MT), a saca subiu de R$ 161 para R$ 164

O mercado brasileiro de soja teve uma sexta-feira, 16, de poucos negócios e de preços regionalizados. Chicago voltou a subir, mas o dólar volátil e a ausência de ofertas atrapalharam a comercialização.

Em Passo Fundo (RS), a saca de 60 quilos subiu de R$ 164,50 para R$ 165. Na região das Missões, a cotação avançou de R$ 163,50 para R$ 164. No porto de Rio Grande, o preço seguiu em R$ 170,50.

Em Cascavel, no Paraná, o preço baixou de R$ 164,50 Para R$ 163 a saca. No porto de Paranaguá (PR), a saca recuou de R$ 170 para R$ 169.

Em Rondonópolis (MT), a saca subiu de R$ 161 para R$ 164. Em Dourados (MS), a cotação aumentou de R$ 155 para R$ 157. Em Rio Verde (GO), a saca avançou de R$ 161 para R$ 162.

Soja em Chicago

Os contratos futuros da soja negociados na Bolsa de Mercadorias de Chicago (CBOT) fecharam a sexta-feira com preços mais altos, ampliando a valorização semanal. A previsão de clima seco e temperaturas elevadas para o Meio Oeste dos Estados Unidos determinou a alta desta sexta.

Nas últimas seis sessões, os contratos tiveram valorização em cinco, impulsionados pelos boletins meteorológicos. Os agentes temem que as condições das lavouras piorem, resultando em produtividade e safra menores do que o esperado. A posição novembro acumulou valorização semanal de 4,7%.

Os contratos da soja em grão com entrega em agosto fecharam com alta de 7,25 centavos de dólar por bushel ou 0,5% a US$ 14,54 por bushel. A posição novembro teve cotação de US$ 13,91 por bushel, com ganho de 11,75 centavos ou 0,85%. Nos subprodutos, a posição agosto do farelo alta US$ 0,50 ou 0,13% a US$ 363,20 por tonelada. No óleo, os contratos com vencimento em agosto fecharam a 68,31 centavos de dólar, ganho de 1 centavo ou 1,48%.

Dólar

O dólar comercial encerrou a sessão praticamente estável, com ligeira queda de 0,01%, a R$ 5,1160 para venda. A cautela de sexta-feira é algo normal, mas tendo em vista os últimos dados de inflação nos Estados Unidos e o recesso parlamentar no Brasil, os investidores ficam ainda mais receosos. Vale lembrar também que há um monitoramento dos casos da variante Delta do coronavírus pelo mundo e os efeitos disso na retomada da economia global.

 

Deixe uma resposta